terça-feira, 29 de janeiro de 2013

A velha mania de desmerecer o Figueirense

Até ontem a Chapecoense era a sensação do Campeonato Catarinense por ter vencido o Joinville e, principalmente, por ter aplicado uma sonora goleada no Leão Banguela, porém, como de costume, foi só o Figueirense enfrentá-los e vencê-los que, do nada, o Verdão do Oeste virou um time comum, desentrosado e fácil de ser batido, ainda mais quando joga longe dos seus domínios.
 
Outra justificativa fajuta, hipócrita e mesquinha para desmerecer o momento pelo qual o Figueirense está passando, segundo alguns gênios da lâmpada do Estado, dá-se pelo fato de termos jogado as três primeiras rodadas em "casa", pois os mesmos consideraram a partida contra o Guarani, na Palhoça, como se ela tivesse sido realizada no Scarpelli. Quero ver se eles falarão o mesmo do Time do Mangue, que, deste modo, nas próximas rodadas jogará cinco partidas em "casa" (Juventus, casa; Guarani, fora; Joinville, casa; Figueirense, fora; Metropolitano, casa). Obviamente, este pequeno detalhe passará desapercebido por todos.
 
Amanhã o Figueirense vai a Blumenau, joga bem, conquista uma vitória sobre o Metropolitano, no entanto, para variar, vão fazer de tudo para achar um jeito de desmerecer a conquista do nosso time; o campo é grande, a grama é alta, a iluminação atrapalhou a visão do goleiro adversário nas saídas do gol, faltou água, o árbitro nos ajudou e por aí vai.
 
Não é por nada não, mas tem uns comentaristas esportivos em Santa Catarina que realmente não sabem o que falam e, por isso, já deveriam ter se aposentado do futebol há muito tempo. Um pouquinho de respeito aos jogadores, comissão técnica, torcedores e, acima de tudo, ao Figueirense (clube) não faz mal a ninguém. Mania feia de sempre colocar a paixão à frente da razão.

Um comentário: