sexta-feira, 29 de julho de 2011

Para os noveleiros de plantão

O blog Pombo Sem Asa, do Globo.com, perguntou o seguinte: E se o Campeonato Brasileiro fosse a novela Insensato Coração?

Bom, o Figueirense seria Jandira. "Ninguém dava nada por ela (pouco investimento, elenco mediano), era apenas mais uma detenta (sem grandes aspirações). No entanto, foi comendo pelas beiradas e hoje curte fase acima das expectativas (10ª posição)".

Já o time do mangue seria Haidê: "Não faz mal a uma mosca (Apenas uma vitória em 12 jogos)". Hahahahahahahahahahahahahaha

Não faz mal a uma mosca? Fala sério. Como gostam de tripudiar com a imagem do leão banguela, credo!

Vejam que interessante

Na partida contra o Corinthians o leão banguela vai "homenagear" a cidade de Concórdia estampando uma imagem do município nas camisas de seus goleiros frangueiros.

Por falar em frangueiros, para quem não sabe Concórdia é sede de uma maiores empresas frigoríficas do Brasil, a Sadia, que por sinal se destaca das demais na criação e produção de produtos avícolas.

Aliás, fiquei sabendo que a imagem de Concórdia que vai estar nas camisas dos goleiros frangueiros do azulino é esta que eu coloquei nesta postagem.

Tomara que os goleiros frangueiros do time da Coxtera se inspirem nela.

Notícia triste... Triste?

Ontem o departamento médico do Figueirense acabou vetando o atacante Rhayner, "O raio", para o jogo deste próximo domingo, fora de casa, contra o Bahia.

Para muitos poderia ser uma notícia muito boa, mas para outros não, como é o meu caso, até porque, com o veto de Rhayner, ele, W Alguma Coisa Wellington passaria a ser a primeira opção no banco de reservas se porventura o Jorginho precisar colocar um atacante. Isso, claro, se ele não começar no time titular.

Numa situação como esta devemos rir ou devemos chorar?

E os nomes começam a surgir

Vários nomes de jogadores que poderão ou não reforçar o Figueirense para o restante do Campeonato Brasileiro estão começando a pipocar por aí, principalmente de atacantes.

O primeiro nome que surgiu no dia de ontem foi do atacante Élton, do Vasco da Gama. É um baita jogador, nem sei porque é reserva do Vasco, e se ele fosse contratado realmente seria uma bela contratação. Porém, acho difícil, pois pelo que eu sei ele é um jogador muito estimado pelos torcedores vascaínos. E, pra piorar, ontem ele fez o gol que salvou o Vasco de uma derrota para o Bahia, em pleno São Januário.

Outro nome que surgiu foi de um velho conhecido da torcida do Figueirense, Victor Simões. O jogador se desligou do Al-Ahli, da Arábia Saudita, no entanto, segundo consta no Wikipédia, o atacante agora é jogador do Metalist, da Ucrânia. Dois ex-jogadores alvinegros jogam por lá, Fininho e Cleiton Xavier.

Há cerca de meia hora surgiu o nome de mais dois jogadores que poderão pintar por aqui a qualquer momento. Ambos já tiveram passagem pelo Figueirense. Um é o Tadeu e o outro é o Frontini.

Já pensaram num ataque formado pelo trio W Alguma Coisa Wellington, Tadeu e Frontini?

Chutem no gol

O melhor goleiro frangueiro do mundo, Renão, agora no Corinthians, enfrentará neste final de semana o seu ex-time, o leão banguela, lá na Ressaqueda.

Renão, que levou um frango logo no seu jogo de estreia pelo Corinthians, o que acabou tirando a invencibilidade da equipe paulista no Brasileirão, conhece muito bem o time do mangue, e conhece ainda mais a forma como a qual os goleiros frangueiros do azulino são preparados.

A grande dica que ele deve ter dado aos seus companheiros de equipe deve ter sido a seguinte: "Amigos, chutem no gol. A cada três chutes pelo menos um entra. Os goleiros frangueiros do time da Coxtera são muito mal preparados, e eu sou um exemplo disso".

O "pirata" mora ao lado

Desde o início desta semana, por intermédio de seu site oficial, o Figueirense está orientando todos os torcedores alvinegros para não adquirirem os chamados produtos piratas, pois fazendo isso eles estão de certa forma jogando contra o clube, e principalmente porque pirataria é CRIME.

É isso aí! Pirataria é crime e quem comete isso deve ser punido! Além disso, adquirindo produtos piratas o clube deixa de arrecadar muita grana, o que posteriormente é refletido na contratação de jogadores com uma qualidade bem abaixo do normal e de que todos gostariam de ter por aqui.

Só que antes de pedirem aos torcedores que não adquirem produtos piratas com a marca do clube, os dirigentes alvinegros deveriam mandar embora, com urgência, o pirata da perna de pau que atualmente ocupa o cargo de treinador do Figueirense.

Aliás, deveriam mandar embora o treinador/pirata e o outro pirada que indicou o nome dele para o lugar do Goiano.

Se a campanha fosse boa...

Se a campanha que o Figueirense vem fazendo no Campeoanto Brasileiro fosse boa realmente tenho certeza que não haveria tanta contestação, como há, ao trabalho realizado pelo Jorginho. No mínimo seria incoerente, e aí sim poderíamos dizer que as críticas não fariam sentido. Só que não é bem assim!

Eu queria entender como é que ainda tem gente na imprensa de nossa cidade que insiste em dizer que o Figueirense está fazendo uma boa campanha. Vejamos...

O time tem 16 pontos, um aproveitamento de 44,4%, em 12 jogos anotou apenas 10 gols, tem um saldo negativo de -2, está a 4 pontos do primeiro time que se encontra na zona do rebaixamento, são 5 jogos sem vencer, sem fazer um golzinho sequer, um treinador contestadíssimo, e como se já não bastasse tudo isso ainda tem gente sustentando esse negócio de que a campanha é boa?

Porra, sejam mais sensatos no que dizem. A campanha era boa há 5 ou 6 rodadas, porém, desde então a campanha agora se tornou fraca. Nos últimos 15 pontos disputados o Figueirense conquistou apenas 3, e agora vai jogar fora de casa para tentar se recuperar na competição, sendo que todos sabem que quando atua longe do Scarpelli o Figueirense se transforma em um time medroso e que joga pra não perder.

O Figueirense estagnou no meio da tabela de classificação, e o pior é que os times que estavam distantes agora estão cada vez mais próximos. O Bahia, por exemplo, está na rabeira da zona de rebaixamento, mas se vencer o confronto direto com o Alvinegro neste domingo fica apenas a 1 ponto atrás de nós.

É para se preocupar, SIM! Não tapem o sol com a paneira e parem de iludirem com esse negócio de que a campanha do Figueirense é boa.

Caiu ou não caiu?

Jorginho, Pequeno Jorge ou Little George, caiu ou não caiu?

Ah, que pena! Pensei que iria começar o meu final de semana com a notícia excepcional de sua queda, mas pelo visto acho que teremos que aguardar um pouco mais.

PS: O problema não é demitir o Jorginho, mas trazer quem? Até que temos bons treinadores, só que não me tragam um Renê Weber da vida.

Uma tábua apitaria melhor

Ontem eu esqueci de falar sobre a arbitragem que Alício Pena Júnior fez no jogo de quarta-feira entre Figueirense e Palmeiras.

Não vou me alongar muito, até porque na verdade todo mundo viu o que ele fez. Influenciou no resultado? Sim, claro que sim. O time do Palmeiras desceu o cacete pra cima dos jogadores do Figueirense, mas o seu Alício, pra variar, fez vistas grossas.

Até quando esses árbitros arrumadores de resultados vão continuar apitando jogos de grande importância no futebol brasileiro?

Mudo de opinião porque não tenho opinião

Parece que os corneteiros tinham razão...

Queria saber por onde andam aqueles que metiam o pau nos que diziam que o Jorginho não duraria até a 10ª rodada do Brasileirão? É bem verdade que estamos indo para a 13ª rodada, mas 99,99% dos torcedores não gostariam mais de ter o Little George como treinador do Figueirense há muito tempo.

Engraçado, como o mundo dá voltas. Não é que esses agora querem o Pequeno Jorge demitido? Ué, mas uéééééééé? Por que esse pessoal não mantém o que costumam dizer?

Puta que pariu, como é fácil se iludir com um ou dois resultados de vitória. Comentar futebol assim é muito fácil, extremamente fácil. O time ganha todo mundo é bom, mas se o time perde não vai sobrar nem para o mastro da bandeirinha de escanteio.

Vou começar a fazer isso também, até porque desta forma eu sempre terei razão nos meus comentários, e de repente eu passarei a não ser mais chamado de corneteiro.

Quando a fase não é boa...

Ontem na parte da tarde os jogadores reservas do Figueirense realizaram um jogo treino no CT do Cambirela contra o Hercílio Luz. Adivinhem, meus caros, qual foi o resultado do jogo? Pois é, os jogadores reservas do Figueirense, dentre eles Jônatas, Roger Carvalho, Hélder, Pittoni (W two), Leandro Chaves, Júlio César, W Alguma Coisa Wellington e Lenny, perderam o jogo treino, e ainda por cima repetiram o que os titulares vêm fazendo ultimamente, ou seja, não fizeram um golzinho sequer contra o "poderoso" Hercílio Luz. O resultado do jogo treino foi de 2x0 para os adversários.

O fato curioso é que a partida foi encerrada aos 37 do segundo tempo em virtude de uma confusão generalizada envolvendo os jogadores de ambas as equipes.

Quando a fase não é boa, não há Santo que resolva. E o pior é que nós torcedores alvinegros temos que dormir com a ideia de que é com esse elenco que iremos até o final do Brasileirão.

Torcer ou rezar? Eis a questão!

É o fim dos tempos

Eu acho engraçado e ao mesmo tempo sinto uma raiva do caralho quando um empresário do mundo do futebol vai aos microfones falar em nome do clube em que ele deposita os seus jogadores.

Acontece no Figueirense, acontece no leão banguela, no Corinthians, no Flamengo e nos demais clubes da série A, da série B, C e D do futebol brasileiro. Estamos num momento em que o futebol não gira mais em torno apenas da partida, e sim daquilo que os empresários acham que têm que ser. Hoje em dia tudo e todos dependem deles.

O homem forte do Figueirense, o empresário dono da Brazil Soccer, Eduardo Uram, disse em entrevista ao site da emissora gaudéria que o clube não está atrás de outros jogadores, e ainda por cima salientou o seguinte: "Temos sempre que estar olhando as opções que o mercado oferece, mas temos elenco para jogar o Brasileiro".

Quem autorizou o referido empresário a falar em nome do clube? Onde estão o diretor e o gerente de futebol do Figueirense? Será que eles têm a mesma opinião do empresário? Não precisamos de reforços? A atual composição do elenco alvinegro dará conta do recado até o final da competição?

Meu Deus!!!

Foto: ND Online

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Protesto na Ressaqueda

Extra-extra!

Mosquitos, pernilongos, muriçocas e maruins torcedores (sofredores) do leão banguela foram nesta tarde à Ressaqueda reclamar e ao mesmo tempo protestar contra o preço dos ingressos que estão sendo cobrados aos insetos que habitam e se proliferam no terreno onde fica o estádio do time do mangue.

Ouça o protesto dos insetos que deu o que falar lá no Sul da Ilha.


Nem os mosquitinhos estão sendo respeitados. Que vergonha!

Na torcida pelo STJD

Olha, pode até soar como absurdo o que eu vou falar agora, muito embora eu não esteja preocupado com isso, mas sinceramente eu vou torcer e muito para que o Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD) dê pelo menos um joguinho de suspensão ao Jorginho.

A melhor coisa que vai acontecer é o Figueirense jogar sem o Jorginho na beira do gramado. Infelizmente essa é a verdade!

De certa forma eu concordo com as reclamações que ele fez ao Alício Pena Júnior, mas por outro lado eu agora torço para que o STJD faça a sua parte e puna o Pequeno Jorge por ter sido expulso de campo na noite de ontem.

Nunca imaginei que um dia isso iria partir de mim, entretanto, penso que a única maneira de fazer com que o time do Figueirense volte a jogar bem é não ter o Jorginho como treinador. Já que a diretoria não vai demitir ele mesmo, tomara que o STJD suspenda ele por pelo menos uma partida.

Entrevista com o pavão

Jornalista: Olá, presidente!
Presidente pavão: Hum, o que foi?

Jornalista: Presidente, me diz uma coisa...
Presidente pavão: Depende do que você vai perguntar.

Jornalista: Mas eu nem lhe fiz a pergunta ainda.
Presidente pavão: É que vocês jornalistas, imprensa como um todo, têm a mania de insinuar coisas que não existem.

Jornalista: Que tipo de coisas?
Presidente pavão: Coisas alheias ao clube.

Jornalista: Alheias ao clube? Como assim?
Presidente pavão: Sim, alheias ao clube. Meu querido, você quer que eu soletre?

Jornalista: O senhor é quem sabe.
Presidente pavão: A-L-H-E-I-A-S.

Jornalista: E o “caso Fernandes”?
Presidente pavão: Quem quer casar com o Fernandes?

Jornalista: Não, presidente, ninguém quer casar com o Fernandes, é que ele andou dizendo...
Presidente pavão: Não há nada. Que coisa! O Fernandes não disse nada. Disse? Estão querendo tumultuar o ambiente agradável pelo qual passa o Figueirense. São pessoas que não querem o bem do clube. Estes abutres não vão conseguir o que querem. Macacos me mordam! Uhrrrrrr!

Jornalista: É que o Fernandes é um ídolo do clube...
Presidente pavão: O Fernandes é um jogador como qualquer outro. Tem contrato até o final do ano. É titular do time. Querem mais o quê?

Jornalista: Mudando de assunto...
Presidente pavão: Melhor assim.

Jornalista: Presi...
Presidente pavão: Aliás, onde está o fotógrafo?

Jornalista: Que fotógrafo presidente?
Presidente pavão: Ora bolas, o fotógrafo que tirará uma foto minha e que posteriormente estampará a matéria relacionada a esta entrevista.

Jornalista: Eu trabalho numa rádio.
Presidente pavão: Droga!

Jornalista: O Jorginho está ameaçado após a derrota do Figueirense em casa para o Palmeiras?
Presidente pavão: A campanha do Jorginho como treinador do Figueirense é exemplar. Pegam muito no é dele. Perder é normal, ainda mais para um grande time como o Palmeiras. Pior é perder para o Concórdia.

Jornalista: O Figueirense perdeu para o Concórdia no Catarinense...
Presidente pavão: Era outro campeonato. Não misture as coisas. Não confunda alhos com bugalhos. Estou com pigarro na garganta, quero água. Serviçais, serviçais, quero água tônica.

(Pausa de 2 minutos)

Jornalista: O Figueirense está há cinco jogos sem vencer no Brasileirão.
Presidente pavão: Antes do Palmeiras o Figueirense estava há três jogos sem perder. Por que você não menciona isso?

Jornalista: Três empates em 0x0, presidente!
Presidente pavão: Não perdemos e é isso que importa.

Jornalista: O Figueirense vai contratar novos jogadores?
Presidente pavão: Depende do Dudu.

Jornalista: Dudu?
Presidente pavão: Sim, do Dudu, do Eduardo Uram. Ele é o homem forte do Figueirense e o cara responsável pelas contratações da equipe. Ele trás e a gente aceita. Por sinal, nos próximos dias provavelmente três jogadores da Brazil Soccer serão anunciados. Um eu não sei quem é, mas os outros dois são grandes jogadores que tiveram meteórica passagem pela Tombense, no Campeonato Mineiro de 2007.

Jornalista: Estou satisfeito presidente. Muito obrigado pela entrevista.
Presidente pavão: Hum, e o fotógrafo?

Jornalista: Que fotógrafo, presidente?
Presidente pavão: Qualquer um, não importa, desde que minha imagem pavônica apareça quando esta entrevista for publicada.

Jornalista: Mas presidente, já lhe falei que eu trabalho em rádio.
Presidente pavão: Dá um jeito aí! Já estou cansado de aparecer todos os dias no site do Figueirense, agora quero alcançar novas mídias e o rádio é uma delas.

Jornalista: Vou ver o que posso fazer.
Presidente pavão: Elementar, meu caro Watson!

Tenho que ser justo também

Eu meto o pau no Jorginho, até porque além de muito ruim como treinador eu acho ele um camarada muito boçal, mas ao mesmo tempo eu tenho que ser justo com ele porque deve ser foda olhar para o banco de reservas e ter que escolher entre Rhayner e W Alguma Coisa Wellington para darem um jeito no jogo todas às vezes que entram em campo.

Onde estão as contratações que o site do Figueirense toda a semana diz que foram feitas no "Últimas do Figueirense"?

Falta coerência

Desta vez não estou falando do Jorginho, mas da diretoria do Figueirense. Mas convenhamos, incoerência é algo que anda ao lado tanto do treinador como também dos dirigentes alvinegros.

Vejamos, por exemplo, o que aconteceu durante do Campeonato Catarinense. Por menos, muito menos o Goiano foi demitido. Apenas uma derrota provocou sua queda. Claro, foi uma derrota no final do primeiro turno e ainda por cima em casa, mas não deixou de ser apenas uma derrota.

O argumento dado à época foi de que o time precisava de uma mudança, pois o time já não era o mesmo de antes. Conversa pra boi dormir.

Trouxeram o Pequeno Jorge para fazer com que o time do Figueirense "voltasse a ser o mesmo que era antes", no entanto, o time deixou de ser o time bom para se tornar um time fraco e, aí sim, totalmente diferente do que era antes.

No Campeonato Catarinense o Figueirense acabou perdendo em casa para o seu maior rival, foi eliminado da competição e nada aconteceu com o Jorginho. Primeira incoerência.

No Campeonato Brasileiro o Figueirense está há cinco jogos sem vencer, em queda acentuada, o time não vem jogando bem, o treinador não se cansa de fazer lambanças, mesmo assim Jorginho permanece firme e forte no cargo. Segunda incoerência.

Qual será a terceira incoerência realizada pela diretoria do Figueirense? A permanência de Jorginho para a série B do ano que vem?

Sei lá...

Olha, não queria dizer nada não, mas acho que eu vou começar a parar de pequenar no pé do leão banguela e dos torcedores (sofredores) do time do mangue. Do que adianta ficar inticando se o Figueirense está tentando de todas as formas fazer a mesma campanha que eles tem feito no Brasileirão?

É "chover no molhado", como diria o sábio meteorologista.

Get out Little George

O Pequeno Jorge (Little George) é um treinador que está à frente de um time de série A, porém, sua mentalidade é de um time de série Z.

Aliás, quando eu venho aqui dizer que o Jorginho é um treinador com uma mentalidade de time Z, de antemão eu devo pedir desculpas aos times de série Z, pois tenho lá minhas dúvidas se eles mereceriam ter o Pequeno Jorge como treinador de suas equipes.

É fraco, muito fraco, fraquíssimo, arrogante, prepotente, ou seja, um treinador de péssima qualidade. TERRÍVEL!

#getoutlittlegeorge

Diferenças

Ontem eu sugeri ao torcedores alvinegros que prestassem atenção no estilo de jogo do Palmeiras atuando fora de casa e comparassem com o do Figueirense. "Vamos comparar?"

Viram alguma semelhança ou perceberam inúmeras diferenças?

Bom, eu notei algumas diferenças, principalmente porque o Palmeiras de certa forma ofereceu perigo ao Figueirense em algumas oportunidades, coisa que o time comandado pelo Jorginho nunca faz.

Claro, não vamos comparar os elencos que cada time tem. Enquanto o Palmeiras tem Kléber, Wellington Paulista (O W Alguma Coisa deles), Maikon Leite, Valdívia etc, o Figueirense tem Héber, Aloísio, Rhayner e Wellington (O nosso W Alguma Coisa), e neste caso realmente fica complicado almejar algo mais interessante.

Só que independentemente dos jogadores que o elenco possuiu o que conta nessas horas é o estilo de jogo e a forma como a qual o time se porta jogando na casa de seus adversários. Neste caso, o problema deixa de ser deles, e passa a ser exclusivamente do técnico da equipe.

Se o Figueirense tivesse feito contra o América-MG metade do que o Palmeiras fez ontem não tenho dúvidas de que poderíamos ter trazido os 3 pontos na bagagem.

Mas infelizmente a mentalidade por aqui é de time pequeno, quer dizer, de time microscópico, que não joga nem pra empatar, e sim pra não perder.

A mesma praça, o mesmo BANCO...

Vocês podem até me chamar de louco, inclusive eu posso me chamar de louco, não tem problema, só me digam qual foi a última partida que o Maicon jogou bem e que acabou sendo considerado o melhor em campo?

Eu digo uma: Figueirense x Joinville, semifinal do primeiro turno do Campeonato Catarinense deste ano, no Scarpelli. Este foi o último jogo em que o Maicon jogou bem e saiu de campo como o melhor do time.

Desde então ele não vem sendo nem sombra do que é. Alguns lampejos de bom futebol, mas nenhuma atuação de brilhar os olhos dos torcedores alvinegros.Ontem, por exemplo, ele foi substituído pelo Rhayner.

É, meus amigos, quando o Rhayner entra no lugar do Maicon para tentar dar uma nova cara ao time do Figueirense é porque as coisas estão muito fora do eixo.

O que será que está acontecendo com o Maicon? O problema é ele, o esquema tático do time, a burrice do treinador, ou apenas uma má fase que está se estendendo a cada dia que passa?

Vamos falar do jogo...

Ontem após o término do jogo entre Figueirense e Palmeiras fui pra casa sem ouvir os comentários que estavam fazendo nas rádios, na TV e até mesmo na internet. Cabeça quente, puto com mais uma derrota, enfim.

Durmo, acordo, me arrumo e agora pela manhã saio de casa com a esperança de que ao chegar no meu trabalho eu ligaria meu computador e leria em algum lugar a notícia de que o Jorginho teria sido demitido. Ledo engano! A naba continua e pelo visto tão cedo não vai sair.

Sobre o jogo de ontem...

Sobre o jogo de ontem o que eu tenho que dizer é que o Figueirense não jogou mal, jogou bem. Não que jogou beeeemmm, mas pelo menos não mereceria ter sido derrotado. Só que é aquela, existe justiça no mundo do futebol? Não, não existe. O que vale é bola na rede. Colocar a bola na rede, aliás, é algo que os jogadores do Figueirense parecem não gostar muito de fazer. Nos últimos cinco jogos apenas um gol marcado, se eu não me engano no empate contra o Ceará.

O time do Figueirense começou jogando bem, inclusive o Héber chutou uma bola no gol. Mentira, foram duas vezes. O estreante Pablo estava jogando certinho, mas infelizmente sentiu uma lesão e teve que sair. Entrou quem? Ele, o pequeno Couto. Mas aí não tinha muito o que fazer mesmo.

O Fernandes estava jogando bem. Ele e o Juninho. O time do Palmeiras de vez em quando ia ao ataque, por certas vezes teve até mais domínio de bola do que o Figueirense, no entanto, não ofereceu perigo eminente ao Wilson.

No segundo tempo o Jorginho tirou o Héber e colocou o Elias. Até aí tudo bem. Por sinal, o Elias foi o melhor do Figueirense em campo, mesmo jogando apenas 45 minutos. Só que cidadão que comanda o time do Figueirense fez uma baita cagada colocando o Fernandes pra atuar lá na ponta direita, pois fazendo isso ele perdeu um jogador no meio-campo que havia feito um bom primeiro tempo.

O time começou a ser mais agressivo, porém, o gol insistia em não sair. Maicon apagado (mais uma vez) foi substituído pelo Rhayner. Porra, Rhayner entrando no lugar do Maicon era sinal de que alguma coisa de ruim poderia acontecer. Só faltou o W Alguma Coisa Wellington entrar para completar a trinca de áses do Pequeno Jorge. Ele, Pequeno Couto e Rhayner...

E o pior aconteceu! Após uma cobrança de falta pela esquerda de ataque do Palmeiras, Wilson rebateu a bola pra dentro de área e meio que sem querer ela acabou resvalando em um jogador do time paulista, e acabou no fundo das redes.

Pronto, o jogo havia acabado naquele momento para o Figueirense. Se estivessem jogando até o presente momento o resultado seria o mesmo. Sabem quando que o Palmeiras levaria um gol de empate? Nunca. Ainda mais com um ataque de asma que o Figueirense tem.

Derrota em casa, cinco jogos sem vencer, "boa" campanha indo para o ralo, ataque que não mete medo em ninguém etc. Este é o resumo do que vem sendo o Figueirense ultimamente.

A sorte do Figueirense é que existem equipes muito ruins nesse Brasileirão e que certamente não farão muitos pontos. Mesmo assim alguns times que estavam lá atrás acabaram passando ou agora estão bem próximos na tabela de classificação.

Foto: Globo.com

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Sem assunto...

Por incrível que pareça o Figueirense teve a capacidade de contratar um jogador pior, mas muito pior do que este da foto ao lado.

Lembram dele? Por aqui, hoje ele seria conhecido como WT.

Mas hoje temos W Alguma Coisa Wellington, um jogador prima pela versatilidade. Versatilidade, que eu digo, de perder gols.

Num jogo é debaixo da trave, no outro é na cara do goleiro, no outro é sem goleiro, no outro é dentro do próprio gol...

É uma falta de assunto que eu vou te contar, credo!

Para o bem do futebol brasileiro e mundial

Clique aqui.

Público

Fui agora pouco junto com meu cunhado ao Scarpelli comprar um ingresso para ele e notei que a movimentação era muito pequena. Quase um deserto. Aliás, tinham mais torcedores do Palmeiras comprando ingresso do que torcedores do Figueirense.

O público de hoje não será o mesmo do último jogo em casa, contra o Grêmio, principalmente porque os torcedores visitantes virão em um número bem menor, por isso acredito que teremos logo mais por volta de uns 10 mil torcedores presentes no Scarpelli.

Convenhamos, 10 mil torcedores numa quarta-feira, às 21h50m, está mais do que bom, na verdade está excelente!

Vamos comparar?

O Palmeiras passa pela mesma situação que o Figueirense vem passando, ou seja, ainda não venceram uma partida fora de casa no Brasileirão, e em virtude disso ambos os times estão sendo muito cobrados pela imprensa e torcedores.

O jogo de logo mais pode servir para que nós torcedores alvinegros tenhamos a oportunidade de comparar o estilo de jogo do Palmeiras com o do Figueirense quando atua fora de casa. É interessante fazer uma comparação quanto ao esquema tático adotado já que a escassez de vitórias é duradoura.

Existem semelhanças no estilo de jogo das duas equipes? Será que só o Figueirense atua extremamente retrancado fora de casa? Será que jogar pra não perder é um estilo adotado apenas pelo Figueirense?

Porco no rolete

Pra quem gosta, hoje à noite teremos porco no rolete para os torcedores alvinegros.

Até mesmo os vegetarianos estão convidados à participar desta festa, ou melhor, desta comilança.

Mistério?

Jorginho faz mistério ou não faz ideia de qual time escalará no jogo de logo mais contra o Palmeiras?

Olha, para o Bruno ter sido relacionado creio que o mistério é na verdade a falta de saber o que fazer.

PS: O lateral-direito Bruno ficará afastado dos gramados por cerca de duas semanas devido a um estiramento na coxa que sofreu na partida contra o América-MG.

O pavão voltou com tudo

O presidente pavão do Figueirense estava há um certo tempo na moita, na espreita. Não dava entrevistas, não aparecia mais nos programas de TV, nas rádios, não era mais assunto em lugar nenhum.

Faz sentido, até porque todo mundo sabe que quem manda no Figueirense é qualquer outra pessoa menos ele. Vai ver o motivo deste "sumiço" na verdade se deu pelo fato de que anteriormente ele estava aparecendo além da conta.

É mesmo, dirigente que quer aparecer mais do que jogador e quer aparecer mais do que o clube como um todo merece ir direto para o baú do esquecimento.

No entanto, depois de um curto e ao mesmo tempo longo e tenebroso inverno, o pavonis resolveu aparecer e dar o ar de sua graça novamente. O assunto "Fernandes" foi tratado com ele ontem no CT do Cambirela.

O pavão além de mostrar pouco caso com o fato, tal qual fez o diretor de futebol do clube Marcos Moura Teixera em entrevista concedida antes da partida contra o América-MG às emissoras de rádio de Floripa, da mesma forma disse que não aconteceu nada. Eles estão em sintonia...

"Não houve. Não houve nada. Isso são construções alheias ao clube. O clube não deu causa, entende? Eu fico até surpreso com a dimensão que essas coisas assim... eu desconheço. Eu desconheço".

Espera aí, não houve nada? Vão bater nesta tecla novamente? Vão persistir com essa de que não houve nada?

Outra coisa, como assim construções alheias ao clube? Da onde é que ele tirou isso? Claro que diz respeito ao clube. Como não? Primeiro porque o Fernandes é um jogador do Figueirense, e segundo porque o que ele disse, que tem gente dentro do clube que não o quer mais por aqui, é de extrema relevância.

Ao final ele ainda disse o seguinte: "Qualquer comentário é supérfluo. A prioridade é ganhar do Palmeiras amanhã".

Pois é, supérfluo é o que tu disseste, pavão. Coisa bem típica, aliás, de um tremendo imbecil, diga-se de passagem. Existem pessoas que se tornariam grandes poetas, mas caladas, e tu é uma delas.

terça-feira, 26 de julho de 2011

Está tudo definido

Este é o provável time titular e, também, o provável esquema tático que o Jorginho pediu para os jogadores do Figueirense seguirem amanhã na partida contra o Palmeiras.

Um espião, amigo meu, entrou na salinha reservada ao treinador do Alvinegro no CT do Cambirela hoje à tarde, bateu uma foto da prancheta do pequeno Jorge que ele havia utilizado no último treino, e posteriormente me encaminhou a imagem colhida por e-mail.

Vejo que o time atuará no esquema 4-4-2, com mudanças em todos os setores e algumas improvisações. Nada fora do normal!

Espero que dê tudo certo! Amém!

Sim, ele SIM!

Coutinho NÃO, Coutinho NÃO, Coutinho NÃO, Coutinho sim... Coutinho, SIMMMM?

É inacreditável! Olha, é inacreditável! Não há nenhuma necessidade do Jorginho fazer isso. Se eu tivesse apostado todo o meu dinheiro eu teria perdido, porque não há nenhuma necessidade...

Entenda aqui.


Por onde andam os garotos do DM?

Por onde andam Lennysionado e Leandro Chaves, os Garotos do DM? Nunca mais se ouvir falar deles...

O que eu ouvi dizer é que ambos se lesionaram durante o processo de recuperação de suas antigas lesões no próprio DM.

É verdade isso?

Pequeno Couto no time titular

Notícias preliminares vindas do CT do Cambirela informam que Júlio César e Pablo foram relacionados para o jogo de amanhã, e que provavelmente Coutinho será o titular do time na lateral-direita no lugar de Bruno, que está lesionado.

Quanto ao restante da equipe, penso que a escalação será a mesma que eu havia dito anteriormente.

Aliás, qual será a função do pequeno Couto contra o Palmeiras? Isso só o pequeno Jorge sabe, se é que ele sabe mesmo, sei lá...

PS: Parece que eu já estou vendo o Túlio indo no segundo tempo para a lateral-direta no lugar do Coutinho...

Bom ou ruim?

Se concentração vencesse jogos ninguém conseguiria vencer o time da prisão!

Jogador de futebol é um ser que reclama de tudo. Da concentração prolongada, da falta de concentração, da torcida do time adversário, da torcida do time dele, do gramado, da imprensa, e por aí vai. Eles nunca estão satisfeitos com nada. Um bando de marmanjos que são mais mimados do que uma criança de 5 anos.

O Neymar, por exemplo, durante toda a Copa América foi chamado de garoto e taxado como um jogador sem experiência, mas em contrapartida as pessoas parecem ter esquecido de que um mês antes o cara havia sido campeão da Libertadores com o Santos, torneio no meu entender tão difícil quanto uma Copa América de Seleções, é o melhor jogador do Brasil há pelo menos uns 2 anos, ganha 1 milhão de reais por mês, está em todos os programas de TV e daqui a poucos meses vai ser pai. Garoto e inexperiente só se for dentro de um asilo, e não no mundo em que vivemos e principalmente no mundo em que ele vive. Nisso que dá ficar mimando jogador de futebol.

Voltando a nossa realidade, o Jorginho resolveu concentrar os jogadores nesta segunda-feira, com dois de antecedência do jogo diante do Palmeiras. Qual o problema nisso? Eu, particularmente, não vejo problema algum. Se o pequeno Jorge quisesse que os jogadores ficassem concentrados desde o desembarque de Minas Gerais, no domingo, os jogadores teriam que ficar concentrados e ponto final. Não tem essa de ficar de bico e achar que o treinador não está certo. Neste aspecto eu dou razão ao Jorge.

Os caras ficam concentrados nos melhores hotéis, com tudo do bom e do melhor à sua disposição, mordomia, conforto, no entanto, eles têm a cara de pau de reclamar da concentração porque ela terá um dia a mais do que o normal? Como diria o outro: "Ah uma surra de arame farpado".

Tratem de jogar bola e comecem a vencer os jogos, para aí sim, quem sabe, vocês terem o direito (se é que têm) de reclamar da concentração.

Entrevista com o pequeno Jorge

Jornalista: George, você escalará contra o Palmeiras o mesmo time que empatou com o América-MG na última rodada?
Pequeno Jorge: Sim, não, talvez. O certo é que eu vou manter a coerência.

Jornalista: Em São Paulo estão dizendo que o Felipão vai mudar meio time do Parmera...
Pequeno Jorge: Amigo, não existe coerência no futebol. Eles estão bem na classificação, mesmo assim o Felipe ao que parece vai mudar todo o esquema tático que vinha dando certo. Vai entender?


Jornalista: Com a lesão do Bruno, quem entra em seu lugar?
Pequeno Jorge: Estou pensando em colocar o W Alguma Coisa Wellington para marcar as subidas do lateral-esquerdo do Palmeiras. Só não lembro o nome dele agora... Couto, Couto, lembras o nome do lateral-esquerdo do Palmeiras?

Jornalista: O que você acha do Pittoni (W two)?
Pequeno Jorge: Baixo.

Jornalista: E o Coutinho?
Pequeno Jorge: Gosto dele! Grande jogador, acompanho ele desde garoto, lá no Rio de Janeiro. Vi ele começando e sei o quanto ele ainda pode render. Vejo muitas semelhanças no futebol dele com o do Hernanes, do Xavi e do Iniesta.

Jornalista: Por que Couto ao invés de Coutinho?
Pequeno Jorge: De inho já basta eu.

Jornalista: E se durante o jogo o árbitro marcar um pênalti para o Figueriense? Quem fará a cobrança?
Pequeno Jorge: Temos grandes jogadores incumbidos para esta função. O Júlio César, por exemplo, vem treinando muito bem as cobranças de pênalti.

Jornalista: Quando o Lenny vai estrear de verdade pelo Figueirense?
Pequeno Jorge: O Lenny é um grande garoto, esforçado, ninguém tem ideia do quanto ele sofre. São pares e mais pares de chinelinhos. Mas eu tenho certeza que ele ainda dará muitas alegrias para os torcedores do Figueirense, mesmo que seja por uns 15 minutos nos próximos seis meses. O que vale é a intenção!

Jornalista: Para encerrar, deixe uma mensagem de carinho para os torcedores alvinegros.
Pequeno Jorge: Parem de pegar no meu pé e no pé do Couto. Acreditem numa coisa: Rhayner é e ainda será por muito tempo o camisa 10 do Figueirense!

Extra-extra

Intercâmbio

Os russos que estão fazendo intercâmbio no Figueirense querem de todas as formas levar Jorginho para fazer um intercâmbio com eles lá na Rússia.

A torcida do Figueirense apóia a iniciativa e pede que levem junto com ele o presidente pavão do clube, e os atacantes Dudu e W Alguma Coisa Wellington.

Estou à disposição

Se porventura o Wilson sentir uma lesão na coxa (ele também quer ter uma lesão muscular), é bem provável que o seu substituto seja o pequeno Couto.

Sobre esta hipótese, Coutinho disse o seguinte: "Estou à disposição do professor. Sou polivalente e tenho a confiança do mestre. Ualá".

Homem da bola parada

Além de ser o novo cobrador de pênaltis do Figueirense, Elias agora será também o novo cobrador oficial de tiros de metas e o novo cobrador de arremessos laterais, afinal, ele é o homem da bola parada, mesmo estando na reserva.

Faz sentido

Dizem que a má fase do time do Figueirense coincide com o fim dos treinamentos no período noturno. Pegaram no pé do Jorge por causa disso, e depois que os treinos voltaram ao horário normal o rendimento do time caiu bastante. É, faz sentido!

Ato falho

Como não poderia deixar de ser o Sr. Spock cometeu mais um ato falho. A raposa felpuda dele não anda acertando nada ultimamente, e ainda por cima está lhe repassando um monte de inverdades.

Hoje, em sua coluna no jornal Diário Cataruchoense, o colunista disse que o lateral-esquerdo Guilherme Siqueira, cujo o passe pertence à Udinese e que hoje está atuando no Granada, da Espanha, começou nas categorias de base do leão banguela. Errado!

Guilherme Siqueira começou nas categorias de base do Figueirense, e sua passagem no time do mangue foi bem curta. Lembro que o lateral pertencia a mesma safra do atacante Thiago Silvy e meia do Oliveira, aquele que teve que parar de jogar em virtude de um problema no coração.

A foto acima mostra Guilherme Siqueira atuando como jogador da base do Figueirense, numa partida contra o próprio azulino, lá no CT do Cambirela.

Aliás, foi jogando pelo Figueirense que o lateral chegou a ser convocado para uma das seleções brasileiras de base, se eu não me engano a sub-17.

Sejamos justos com a informação correta!

Figueirense x Palmeiras (27/07/2011)

O Figueirense recebe nesta quarta-feira, às 21h50m, no Scarpelli, a equipe do Palmeiras em partida válida pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O time paulista vem de um resultado negativo diante do Fluminense na última rodada. Já o Figueirense vem de quatro jogos sem vitórias, sendo que os três últimos foram empates em 0x0. Ou seja, além de não vencer há bastante tempo os atacantes alvinegros estão passando por um jejum de gols desgraçado.

Dizer que vai ser um jogo difícil é perda de tempo (perdi meu tempo). Isso todo mundo sabe, até porque por pior que seja o adversário não existe jogo fácil no Brasileirão. A única vantagem que eu acho que os clubes têm é o fator casa.

Pelo fato de jogar em casa eu penso que o Figueirense deve tirar proveito disso, até porque se a partida fosse em São Paulo o buraco seria mais embaixo, já que vencer fora de casa é algo que o time comandado pelo Jorginho não gosta ou não está muito afim de fazer.

Para este jogo o pequeno Jorge não poderá contar com o lateral-direito Bruno, que sofreu um estiramento na coxa no jogo contra o América-MG, e com Pittoni (W two), que foi expulso também neste jogo contra os mineiros. Em contrapartida, o time terá o retorno do zagueiro Édson Silva e do volante Túlio.

Qual será o time que o Jorginho escalará para começar o jogo contra o Palmeiras? Sinceramente eu não sei, principalmente diante das lambanças que o treinador do Figueirense vem fazendo ultimamente.

Eu vou apostar na seguinte escalação: Wilson, Rhayner, mentira... Wilson, Pablo, João Paulo, Édson Silva, Juninho, Ygor, Túlio, Maicon, Elias, Aloísio e Héber.

Por que Elias como titular? Porque o treinador do Figueirense é um tremendo incoerente, e por isso eu não duvido que o meia apareça no time titular no lugar do Fernandes neste jogo.

Outra coisa que me preocupa é a lateral-direita do time. Apesar de eu acreditar na escalação do Pablo, pode ser que o Coutinho, Couto como o Jorginho gosta de chamá-lo, possa aparecer como titular, até porque ao que parece ele treinou entre os titulares na tarde de ontem. Meu Deus!

O que será que se passa na cabeça do Jorginho ao insistir tanto num jogador que todos já viram que não é nem 1% daquilo que ele pensa que o cara é?

Ele (Jorginho) insiste com essas burrices, faz as cagadas, e depois vai aos microfones contestar e diz não entender quando o torcedor e a imprensa o chamam de burro.

Enfim, independentemente da escolha do Jorginho espero que o Figueirense saia dessa inhaca e volte a vencer, pois já são quatro jogos sem vitórias e o pior, sem fazer um mísero gol.

Chega ser desconfortante para quem até ontem estava invicto dentro de casa e numa posição confortável na tabela.

Jorginho's facts

Se nos basearmos no método Jorginho de treinar o Figueirense, não duvidem se o Elias aparecer no time titular contra o Palmeiras. Isso mesmo, meus caros, no time titular!

Não que ele (Elias) não tenha condições de ser titular da equipe. Claro que tem, principalmente porque um mês treinando com o restante da equipe já foi mais do que suficiente para ele entrar nos eixos, sem contar que ele só vai adquirir ritmo de jogo se começar as partidas como titular.

O problema é que contra o América-MG o Elias não entrou, pois o pequeno Jorge disse ao final da partida que ele ainda não tinha condições físicas de atuar num jogo como aquele. Aliás, se ele não tinha condições, por que ele foi relacionado para este jogo?

Mas estas são as convicções pra lá de controversas do Jorginho, não é mesmo? Por isso não me causaria estranheza se o Elias acabar aparecendo no time titular do Figueirense contra o Palmeiras.

Tchê barbaridade!

Bruno fora por 15 dias

Um estiramento na coxa sofrido ainda no primeiro tempo da partida contra o América-MG afastará o lateral-direito Bruno por cerca de quinze dias dos gramados.

Mais uma lesão muscular. Essa foi o quê, a 96ª lesão muscular que um jogador do Figueirense sofreu em pouco mais de um semestre neste ano? Se eu não me engano o único jogador que esteve afastado para se recuperar de uma lesão cuja a qual não tenha sido de ordem muscular foi o Wilson, uma artroscopia no joelho, feita durante a intertemporada realizada após o término do Estadual.

Quem será o substituto do Bruno? Pablo, recém-contratado e lateral-direito de ofício? Coutinho, jogador versátil (Severino quebra galho e adorado pelo Jorginho) que pode jogar até mesmo no lugar do Wilson? Rhayner, atacante e camisa 10 em determinados momentos na concepção do pequeno Jorge?

Normalmente o substituto seria o lateral-direito reserva, no caso o Pablo, mas com o Jorginho no comando técnico da equipe tudo, absolutamente tudo se torna possível. A única certeza é de que o time do Figueirense sentirá muito a falta do Bruno, até porque ele vem sendo um dos jogadores mais importantes da equipe, senão o mais importante.

Enfim, vamos ver no que vai dar.

Haja coração, amigo!

Suponhamos...

Desta vez eu serei bem pessimista!

Suponhamos que o Figueirense não vença o Palmeiras nesta quarta-feira. Empate ou perca, pouco importa. Será que o pequeno Jorge começará a balançar no cargo de treinador da equipe?

Eu quero que o Figueirense vença, é óbvio, mas ao mesmo tempo eu quero que o Jorginho vá pra casa do chapéu.

Pode, Arnaldo?

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Enquete no ar

Ora, pois!

Resolvi criar uma enquete na qual vocês, amigos que acompanham este humilde blog, poderão dar sua opinião sobre o treinador do Figueirense, o pequeno e simpático, Jorge.

A pergunta e as opções de resposta são as seguintes: Você acha Jorginho um treinador...

a) Bom;
b) Ruim;
c) Péssimo;
d) Medroso;
e) Retranqueiro;
f) Cagão.

Participe e não deixe de dar a sua opinião.

Só me faltava essa

Era só o que me faltava!

O árbitro que vai apitar o jogo entre Figueirense e Palmeiras é nada mais nada menos do que Alício Pena Júnior, um dos piores árbitros da história do futebol brasileiro.

Nunca me esqueço do que ele fez uma vez num jogo do Figueirense contra o São Paulo, lá no Morumbi, quando ele expulsou o meia alvinegro Danilo, por reclamação, e não expulsou o Ricardinho, que só faltou cagar na cabeça dele.

Nesse tal de Alício eu não confio, mas não confio mesmo. Nesta quarta-feira o Figueirense terá que vencer o Palmeiras e o árbitro, essa é a mais pura realidade.

Seja o que Deus quiser!

Só tu?

... o Aloísio, eu, e todos os torcedores alvinegros que se tem conhecimento nos quatro cantos desse planeta estão incomodados.

No entanto, não o culpo, pelo contrário. Acho, ou melhor, tenho certeza que tudo isso se dá pelo fato do treinador do Figueirense ser um baita retranqueiro e não deixar esse time jogar bola.

Vale lembrar que o Aloísio foi o artilheiro do Campeonato Catarinense deste ano. Claro que o nível do Estadual é extremamente inferior ao nível do Brasileirão, mas o seu feito tem que ser levado em consideração.

Ele não desaprendeu, na verdade tem um ser que fica fora das quatro linhas que não deixa ele fazer gols. Ele e o restante da equipe.

O pequeno Jorge é da mesma escola do Parreira, cujo o qual segue o seguinte lema: "Numa partida de futebol o gol é apenas um detalhe".

Faz sentido...

Calma, calma, não criemos pânico

O ataque do Figueirense não mete medo em ninguém?

Os atacantes do Figueirense estão há quatro jogos sem balançar a rede dos adversários?

Um dos atacantes do Figueirense é W Alguma Coisa Wellington?

Calma, calma, não criemos pânico, pois Júlio César vem aí e o bicho vai pegar!

O lelê, o lalá!

E o Elias?

No jogo contra o Grêmio, por volta dos 20 minutos do segundo tempo, o meia Elias entrou no lugar do Fernandes.

Aos 45 minutos da etapa final o árbitro marca um pênalti a favor do Figueirense. Elias pega a bola, coloca na marca do cal, bate o pênalti e o goleiro gremista faz a defesa.

No jogo contra o América-MG o treinador do Figueirense tirou o Fernandes, mas colocou o W Alguma Coisa Wellington. Depois ele tirou o Bruno para colocar o homem da previsão do tempo, Coutinho. E, por fim ele trocou o camisa 10 improvisado Rhayner pelo volante Jackson.

E o Elias? Por que o cara que no último jogo teve a responsabilidade de bater um pênalti aos 45 do segundo tempo não foi uma das três opções de substituição escolhidas pelo treinador na próxima partida?

PS: Mais um jogo apagadíssimo do Maicon...

Rapidinhas!

Fiquei sabendo I

Fiquei sabendo que o Coutinho entrará na vaga do Ygor e o Wellington Nem (W Nem) entrará no lugar de Maicon na partida contra o Palmeiras.

Fiquei sabendo II

Fiquei sabendo que o atacante W Alguma Coisa Wellington será o novo capitão do time do Figueirense.

Fiquei sabendo III

Fiquei sabendo que devido à expulsão diante do América-MG, o meia Pittoni (W two) receberá uma W punição.

Fiquei sabendo IV

Fiquei sabendo que o Rhayner passará a jogar no mesmo time que o Leandro Gareca está jogando desde que chegou ao Scarpelli. (Por onde anda o Gareca?)

Fiquei sabendo V

Fiquei sabendo que o Elias não entrou no último jogo, pois ficou treinando cobranças de pênaltis no vestiário.

Pelo menos eu sou coerente

Será que o Claudionir Miranda estava tão errado assim quando disse que o Jorginho não duraria até a 10ª rodada do Brasileirão?

O que me deixa tranquilo nessas horas é saber que a minha opinião sobre o time do Figueirense não muda com uma vitória acachapante ou mesmo após uma derrota humilhante. É rigorosamente a mesma, até porque não sou "comentarista" de resultados.

Vejo, agora, muita gente mudando de opinião só porque o Figueirense está há um mês sem saber o que é vencer.

Ué, estão mudando de opinião, é? Mas o Jorginho não era um baita treinador? O time do Figueirense não era um timaço? Não iríamos ficar entre os quatro melhores do Brasileirão?

Quem é o corneteiro agora? Quem?

O pior cego é aquele que não quer ver!

Cara de pau

Muito cara de pau o colunista do leão banguela no jornal Hora Atrasada de Santa Catarina, heim?

Dizer que o jogo entre Figueirense e América-MG foi ruim tudo bem, posso até concordar com ele neste aspecto, mas dizer que foi o pior do campeonato é uma tremenda cara de pau.

Será que o referido colunista não se lembra do jogão entre o time que ele torce (sofre) e o Atlético-PR, na Arena da Baixada, há pouco mais de um mês?

Aquilo, na verdade, não foi um jogo e muito menos uma pelada, e sim um show de horrores!

Quem avisa, amigo é

Eu sempre disse e não me canso de repetir: O Corinthians contratou um dos piores goleiros que eu já vi nos últimos tempos, e que por causa de apenas uma atuação boa em seis meses foi colocado nas alturas e considerado um dos melhores do país.

Muitos, aliás, disseram que Renão era o futuro da Seleção Brasileiro de Futebol. Puta que pariu!

Anotem aí: a derrocada do Corinthians no Brasileirão tem tudo pra acontecer se Renão permanecer na meta do time paulista enquanto Júlio César, titular do time, estiver se recuperando de uma lesão que sofreu.

Há quem diga que no jogo de ontem o atacante do Cruzeiro acertou um belíssimo chute e tal. Mas eu não concordo, até porque pra mim foi uma cagada e ao mesmo tempo um baita frango do Renão.

Renão, o melhor goleiro frangueiro do mundo!

Imagem: Futirinhas

Cadê o pavão?

Por muito menos o Goiano foi demitido do Figueirense...

O presidente pavão do clube disse à época da demissão do ex-treinador do Figueirense que o time precisava de uma cirurgia. A cirurgia foi feita, Goiano foi demitido e Jorginho foi contratado.

O tempo passou e o resultado da cirurgia ao invés de melhorar acabou piorando a situação do paciente. Paciente, no caso, o time do Figueirense.

Depois de quatro jogos sem vencer no Brasileirão, com um time sem um esquema tático definido, com um ataque mais perdido do que cego em tiroteio, e com uma explícita queda do time na tabela de classificação, não seria o caso do pavão/cirurgião entrar novamente em ação e desta vez fazer uma cirurgia que dê jeito na situação que ele mesmo proporcionou?

PS: Aliás, por onde anda o pavão numa hora dessas, heim?

Era uma vez um time bom...

O Jorginho recebeu do Goiano um time formado, entrosado, com um esquema tático definido, com jogadas ensaiadas treinadas, que sofria poucos gols e que fazia muitos gols.

Pergunto-lhes: O que Jorginho acrescentou desde que chegou ao Figueirense?

NADA, NADA e NADA!

#ForaJorginho

Agora é público

O desrespeito ao Fernandes, que antes estava se dando nas entrelinhas e pelas costas, agora se tornou público, e ficou ainda mais evidenciado principalmente depois da declaração dada pelo tal de Marcos Moura Teixeira, pessoa qualquer que não tem e nunca terá seu nome cravado na história do Figueirense e que hoje exerce uma função de diretor, a qual poderá ser exercida amanhã por outra pessoa qualquer e desconhecida, assim como ele é.

Marcos Moura Teixeira disse em alto e bom tom que não existe nada no Figueirense. Nada, absolutamente NADA! Ora bolas, a declaração do Fernandes não é nada? Como assim, nada?

Um cara que em 12 anos de clube nunca foi aos microfones reclamar de nada, no embarque para mais um jogo do time no campeonato dá uma declaração de que tem gente no Figueirense que não o quer mais por lá, no entanto, vem o seu Marcos Moura Teixeira e diz que não existe nada?


Espera aí, alguma coisa está errada nisso tudo. Estão querendo tapar o sol com a peneira ou será que estão tentando acobertar uma situação que eles mesmo fizeram com o maior ídolo da história do Figueirense?

Quem era Marcos Moura Teixeira há dois anos? Onde ele estava? O que ele fazia antes de aportar no Figueirense? Ah sei, é o sobrinho do Ricardo Teixeira, não é mesmo? Percebe-se, então, a procedência da figura.

PS: E o Chico Lins? Quem te viu, quem te vê, heim? Aprendeu direitinho a fazer tudo o que os patrões estam acostumados. Muito infeliz a declaração que ele deu à rádio Guarujá antes do jogo do sábado passado. Deveria ter ficado quieto!

Quem consegue explicar?

Dizem que no mundo do futebol uma verdade não dura mais do que 24 horas. Não concordo, pois no futebol não existem verdades, é tudo MENTIRA!

Jorginho disse ao final do Campeonato Catarinense que o atacante W Alguma Coisa Wellington não estava mais em seus planos para o Brasileirão, e em virtude disso o jogador ficaria treinando em separado do restante do elenco até que chegasse a proposta de outro clube para levá-lo para bem longe daqui.

Passou um mês, dois meses e nada. Incrível, mas nenhum clube do futebol brasileiro teve a coragem de contratá-lo, e com isso ele permaneceu treinando, até que acabou sendo reintegrado ao elenco principal.


Para explicar o retorno de Wellington, o pequeno Jorge disse que toda pessoa merece uma segunda chance. Só que pelo visto um jogador de futebol merece mais, merece cerca de duzentas ou trezentas chances, mas no caso específico de Wellington são necessárias umas oitocentas chances.

W Alguma Coisa Wellington voltou... Na partida contra o Grêmio ele sofreu um pênalti, e agora permanecerá por aqui até o dia que ele mesmo disser que não dá mais, até porque se depender do Jorginho nós teremos que aturar essa porra por um longo, longo, longo tempo.

Bom, eu já não falo mais nada sobre a teimosa insistência neste jogador. Na verdade vou repetir o que eu sempre disse: Wellington só permaneceu e ainda continua por aqui porque é um jogador da Brazil Soccer, empresa cujo dono é o homem forte do Figueirense, Eduardo Uram. É isso!

Aliás, não é apenas o Wellington, pelo contrário! Inúmeros outros jogadores que já deveriam ter sido dispensados pelo Figueirense continuam fazendo hora extra no Scarpelli só porque pertencem à Brazil Soccer.


Tudo isso porque é Ele (Uram) quem manda! E se ele mandou o W Alguma Coisa Wellington ficar não adianta, pois ele vai ficar e ponto final.

Foto: ND Online